27/6/2016
Inverno: Fisioterapeuta dá dicas para contornar dores e desconfortos no frio
O inverno oficialmente chegou e promete ser um dos mais rigorosos dos últimos tempos, com o fenômeno La Niña. Para prevenir e reduzir os reflexos do frio no organismo, que se tornam mais constantes e intensos causando dores musculares e articulares, a fisioterapeuta Emanuelle Bezerra de Oliveira, do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral (ITC Vertebral) dá algumas dicas.
Segundo a especialista em Terapia Manual e Postural, alguns fatores que explicam a relação entre frio e dor são o aumento da tensão nas fibras musculares, a contração de vasos sanguíneos e a perda de lubrificação articular e muscular.

"Os músculos se contraem na tentativa de produzir calor, aumentando a tensão nas fibras musculares. Outro fator é o fenômeno chamado de vasoconstrição periférica: os vasos sanguíneos das extremidades se contraem e direcionam o sangue para o tronco, a fim de manter uma temperatura favorável aos órgãos vitais (cérebro, coração, pulmão e outros órgãos internos). Com isso, os músculos e as articulações recebem um menor aporte sanguíneo e ficam mais sensíveis a dor", explica a fisioterapeuta.

"Além disso, as baixas temperaturas podem provocar um espessamento do líquido responsável pela lubrificação articular e muscular, gerando limitação de movimento. Vale destacar que é comum uma menor adesão aos exercícios físicos nessa época do ano e essa inatividade provoca rigidez musculo-articular e dor", alerta Emanuelle, que recomenda exercícios, principalmente, para idosos e crianças.

A fisioterapeuta ressalta que pessoas com doenças, como artrite e artrose, por exemplo, têm sintomas acentuados durante o inverno por normalmente apresentarem diminuição na lubrificação articular e maior tensão da musculatura envolvida com a patologia.

"Os exercícios físicos são ótimos aliados para aumentar a temperatura corporal. É preciso movimentar-se, seja com alongamentos, caminhada, musculação e Pilates. Uma boa dica é alongar-se ao acordar para melhorar a flexibilidade dos músculos", afirma.

“O Pilates é uma modalidade que é muito bem indicada para esse público. Ele pode ser praticado por quaisquer pessoas, seja jovem ou idoso, pacientes em tratamento ou pessoas que simplesmente estão à procura de uma atividade física. O Pilates alia alongamento, fortalecimento muscular e trabalha a consciência corporal proporcionando diversos benefícios para o corpo e a mente”, acrescenta a profissional.

Para fazer em casa
Para ajudar a prevenir dores e desconfortos, a profissional recomenda, alguns exercícios que podem ser praticados em casa:

- ACOMPANHE PELAS FOTOS A ILUSTRAÇÃO DO EXERCÍCIOS.


Observação: É importante respeitar os limites do corpo para evitar lesões nos músculos ou articulações.


Fonte: Fisioterapeuta Emanuelle Bezerra de Oliveira
   lista de notícias
Seja um profissional certificado!
51 3085 0810
ABP - Associação Brasileira de Pilates - Original Pilates
medialine